Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 1 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
História do Werther
Werther Offline
Novato
**

Respostas: 7
Likes Given: 0
Likes Received: 10 in 7 posts
Registrado em: Dec 2012
Reputação: 14
Resposta: #1
Shocked História do Werther
Olá, eu sou o jovem Werther. Há dias queria escrever, mas não tava conseguindo porque faltava ativar a conta (o e-mail de ativação estava indo para o lixo). Pois bem, da cintura até os ombros, tenho estrias em quase todo o canto, todas muito extensas, fininhas, e com pouca profundidade, mas, repito, muito extensas, umas começam no quadril e terminam embaixo do braço.. Em termos de drama psicológico, meu caso não difere muito dos demais, pois sinceramente já cheguei a pensar seriamente em fazer uma besteira, e fico pensando, "pôxa, existe até cirugia para trocar de sexo, mas não conseguem resolver essa desgraça, será que os cientistas não percebem a gravidade do problema?". Pessoal, qual será nossas perspectivas com a Ciência em relação às estrias? Eis o que eu queria saber. Mas, continuando, um ponto importante difere o meu caso de alguns que eu li aqui, é que no meu eu sou totalmente culpado de possuí-las e isso também pesa muito no meu psicológico, pois de certa forma são totalmente produto das minhas escolhas, e eu poderia ter evitá-las. Até os 24 anos, comi descontroladamente, fiquei obeso, cheguei a pesar 124 kg. Aí, tive uma epifania, mudei radicalmente minha alimentação, perdi 35 kg por mim mesmo, sem cirugia, mas muito sem engana quem acha que quem é gordo basta emagrecer, ah se sesse. Resultado: tenho que fazer umas duas cirugias plásticas para voltar a ficar com o corpo descente (cirugia nas mamas e abdominoplastia), mas ambos pelo menos são casos reversíveis, se isso fosse resolver o problema eu estaria felicíssimo. O Grande problema são as ESTRIAS, as quais ao que parece realmente não têm cura. Às vezes chego a pensar se valeria a pena eu fazer essas duas cirugias, se depois vou continuar com o corpo cheio de estrias. Mas, sim, vou fazer, sim, e esperar com muita fé que a ciência evolua.
26-12-2012 04:44
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes Werther's post:
A1
Lucas Offline
Novato
**

Respostas: 7
Likes Given: 0
Likes Received: 5 in 4 posts
Registrado em: Oct 2012
Reputação: 6
Resposta: #2
RE: História do Werther
Goethe na área :o
Olá, tenho estrias praticamente na mesma região que você. Creio que apareceram por eu ter sido /fofinho/ na adolescencia e ter comido MUITA porcaria. Emagreci e elas ficaram. A maioria esta concentrada em uma região em que a camiseta esconde, entao nunca tiro a roupa na frente de alguém, nao nado há alguns anos e passo calor em dias de verão, mesmo dentro de casa. Me pego imaginando o porque de não terem encontrado uma solução até hoje, parece algo tão simples de se resolver. As que mais me irritam são as localizadas no bíceps, estando a mostra para qualquer um, e sao exatamente estas que eu mais quero me livrar (apesar de ter muitas espalhadas pelo corpo). Fiz uma rolagem hoje, e ando dormindo com a area embrulhada de papel plástico com limão. Não sei mais o que fazer, vou tentar marcar uma consulta no dermatologista pra fazer um peeling quimico de uns 10% e esperar pelo melhor.
Compartilho seu sofrimento, jovem Werther.
26-12-2012 08:30
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes Lucas's post:
A1
Werther Offline
Novato
**

Respostas: 7
Likes Given: 0
Likes Received: 10 in 7 posts
Registrado em: Dec 2012
Reputação: 14
Resposta: #3
RE: História do Werther
Poisé cara, às vezes eu penso que meu grande problema não foi nem ter simplesmente engordado, mas engordado comendo só porcaria, só comia sanduiche, biscoito e refrigerente. Vim a comer comida de panela (arroz, feijão etc) já depois de velho, eu só almoçava sanduiche, e acho que isso foi realmente o que me lascou, me deformou num monstro. Vou aproveitar e completar meu relato, para vocês verem a gravidade da minha situaçaão. O pior de tudo, é que eu de camsia não dá para perceber a minha deformação e até engana, quem me vê (mas não pega em mim) pensa até que eu sou um cara saradão (risos de desespero). Para completar sou muito bonito de rosto, lindo mesmo. Hoje tenho 26 anos, e tou "magro" desde os 23. Resultado: nesses 3 anos vivi uma verdadeira farsa, passei a viver um verdadeiro pesonagem, que é tipo um astro do rock. Faço o tipo rock roll, descolado, amante das boas artes (que eu realmente amo), e como tenho um ótimo papo, o resultado é que eu constantemente faço as garotas mais lindas (tipo da faculdade) se apaixonarem por mim, e eu claro me apaixono por elas. O problema que tenho que manter sempre uma distância segura do meu segredo, pois se vestido e à distância sou um lindo personagem rock roll, sem roupa sou uma verdadeira aberração. Tenho um grande círculo social, enorme mesmo, conheço uma enormidade de pessoas, mas todas são amigas desse meu alterego, que além de tudo tem o ego superinflamado. Tenho certeza que nenhuma sobraria se me visse sem casamisa. O pior é que vivi 3 anos realmente acreditando nessa farsa, minha mente criou essa ficção e passou mesmo a acreditar nela, nunca me detinha muito na frente do espelho para não quebrar a magia. Aí, há umas duas semanas atrás, Vruummmmm, a verdade despencou sobre minha cabeça com tudo, justamente quando fiquei com uma linda menina, que eu tenho quase certeza que durante os amassos percebeu que havia algo de errado comigo. E quando cheguei em casa percebi que não poderia levar a relação adiante, porque seria simplesmente absurdo. Aí você pensa no futuro lindo e perfeito que poderia ter com aquela mulher, mas simplesmente não dá, é impossível. Ou seja, você vê a felicidade, vê o céu, chega a tocar no céu, mas percebe que na vedade faz parte mesmo é do inferno. Foi quando cai na real forte, vi que eu vivia uma grande farsa, que eu não fazia parte da turma dos belos, mas muito pelo contrário, nem mesmo dos feios, mas dos monstros deformados. Até então eu estava decidido a levar essa farsa até o caixão, e nunca revelar para niguém. Mas, não, chega uma hora que pesa demais, não dá. Resolvi então cai na real e enfretar meus problemas, que são três: uma cirugia nas mamas, uma no abdomem, e a outra, como eu já disse, as malditas estrias, que são realmente as que tiram meu sono. O caso das cirugias eu até já contei para minha mãe e família (que já foi um grande passo que eu nunca nem esperava consuigui dá) que vai me apoiar. O foda é que eles pensam que se com isso estará resolvido meu problema, nem imaginam que depois ainda tem um pior que é o corpo coberto de estrias. Então, me digam, sinceramente, é ou não caso de suicídio?

Werther
27-12-2012 08:03
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes Werther's post:
A1
Tatiana Offline
Member
***

Respostas: 83
Likes Given: 54
Likes Received: 42 in 38 posts
Registrado em: Oct 2012
Reputação: 60
Resposta: #4
RE: História do Werther
(27-12-2012 08:03)Werther Escreveu:  Poisé cara, às vezes eu penso que meu grande problema não foi nem ter simplesmente engordado, mas engordado comendo só porcaria, só comia sanduiche, biscoito e refrigerente. Vim a comer comida de panela (arroz, feijão etc) já depois de velho, eu só almoçava sanduiche, e acho que isso foi realmente o que me lascou, me deformou num monstro. Vou aproveitar e completar meu relato, para vocês verem a gravidade da minha situaçaão. O pior de tudo, é que eu de camsia não dá para perceber a minha deformação e até engana, quem me vê (mas não pega em mim) pensa até que eu sou um cara saradão (risos de desespero). Para completar sou muito bonito de rosto, lindo mesmo. Hoje tenho 26 anos, e tou "magro" desde os 23. Resultado: nesses 3 anos vivi uma verdadeira farsa, passei a viver um verdadeiro pesonagem, que é tipo um astro do rock. Faço o tipo rock roll, descolado, amante das boas artes (que eu realmente amo), e como tenho um ótimo papo, o resultado é que eu constantemente faço as garotas mais lindas (tipo da faculdade) se apaixonarem por mim, e eu claro me apaixono por elas. O problema que tenho que manter sempre uma distância segura do meu segredo, pois se vestido e à distância sou um lindo personagem rock roll, sem roupa sou uma verdadeira aberração. Tenho um grande círculo social, enorme mesmo, conheço uma enormidade de pessoas, mas todas são amigas desse meu alterego, que além de tudo tem o ego superinflamado. Tenho certeza que nenhuma sobraria se me visse sem casamisa. O pior é que vivi 3 anos realmente acreditando nessa farsa, minha mente criou essa ficção e passou mesmo a acreditar nela, nunca me detinha muito na frente do espelho para não quebrar a magia. Aí, há umas duas semanas atrás, Vruummmmm, a verdade despencou sobre minha cabeça com tudo, justamente quando fiquei com uma linda menina, que eu tenho quase certeza que durante os amassos percebeu que havia algo de errado comigo. E quando cheguei em casa percebi que não poderia levar a relação adiante, porque seria simplesmente absurdo. Aí você pensa no futuro lindo e perfeito que poderia ter com aquela mulher, mas simplesmente não dá, é impossível. Ou seja, você vê a felicidade, vê o céu, chega a tocar no céu, mas percebe que na vedade faz parte mesmo é do inferno. Foi quando cai na real forte, vi que eu vivia uma grande farsa, que eu não fazia parte da turma dos belos, mas muito pelo contrário, nem mesmo dos feios, mas dos monstros deformados. Até então eu estava decidido a levar essa farsa até o caixão, e nunca revelar para niguém. Mas, não, chega uma hora que pesa demais, não dá. Resolvi então cai na real e enfretar meus problemas, que são três: uma cirugia nas mamas, uma no abdomem, e a outra, como eu já disse, as malditas estrias, que são realmente as que tiram meu sono. O caso das cirugias eu até já contei para minha mãe e família (que já foi um grande passo que eu nunca nem esperava consuigui dá) que vai me apoiar. O foda é que eles pensam que se com isso estará resolvido meu problema, nem imaginam que depois ainda tem um pior que é o corpo coberto de estrias. Então, me digam, sinceramente, é ou não caso de suicídio?

Werther

Werther entendo perfeitamente pelo o que esta passando, e o meu caso é bem pior que o seu, pois sou mulher, e as minhas estrias são localizadas nas pernas, não posso usar shorts ou vestidos.

Eu me sentia exatamente assim, achava que não merecia ficar com nenhum homem, que se eles soubesse das minhas estrias iriam procurar alguém com o corpo mais bonito. Eu escondi até o quanto eu pude do meu namorado. Vivia nesse mundo de ilusão que vc falou, só que tem uma hora que não dá mais pra esconder. Hoje ele sabe que eu tenho estrias na perna, mas eu evito ao máximo que ele veja. Continuo não usando shorts, bermudas e vestidos. Mas só de saber que mesmo assim ele continua do meu lado, tira um peso das costas.
Quando eu era mais nova eu ligava mais pra isso, hoje em dia tenho 2 filhas, vivo por elas e pra elas. As estrias continuam sendo algo que me incomodam bastante meeeeesmo, mas eu procuro ao máxiiimo não deixar elas me influenciarem.

Werther tem tanta gente que daria tudo pra ter o corpo coberto de estrias e poder andar, enxerga, falar. Eu me privo de algumas coisas, como ir a praia, piscina e etc. Mas não se priva de viver por isso. Ninguém vai ficar jovem e bonito pra sempre. Então se cuida agora, faça as cirurgias, faça tratamento para estrias. Conheço pessoas que tem a mesma quantidade de estrias que eu e quase não se nota pelo fato da estria ser do mesmo tom da pele. Força aiiii estamos todos no mesmo barco.
27-12-2012 12:03
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes Tatiana's post:
A1
Werther Offline
Novato
**

Respostas: 7
Likes Given: 0
Likes Received: 10 in 7 posts
Registrado em: Dec 2012
Reputação: 14
Resposta: #5
RE: História do Werther
Valeu mesmo pelas palavras, Tatiana, e com certeza vou seguir em frente e fazer o que tem que fazer, porque afinal a vida é essa e muito pior do que a derrota é a sensação de não ter tentado, não é mesmo?. olha acho muito imporatante esse espaço virtual do qual agente compartilha, porque até bem pouco tempo atrás eu achava que eu era a única pessoa no mundo todo que tinha problemas realmente sérios com as estrias. Eu achava que tinha alguma coisa de muito anormal comigo pelo fato do tamanho e quantidade dessas malditas. Mas vejo que, assim como eu, tem muita gente no mesmo barco, e, afinal, nunca se ganha uma guerra lutando sozinho. Aproveito para dividir com vocês uma passagem, que sempre gosto de ler quando estou muito pra baixo, do livro Viajem Solitária, de João W Nery:

""-É isso o que eles querem! Você derrotado, um trapo! Quem sabe daqui a uns tempos, louco. Não há Deus, não há mais consolo na ilusão. Não há mais nada. Na verdade, nem solução. Daqui a pouco baterão à porta. Você abrirá. Mas só essa maldita porta do teu quarto - terá de mostrar sua força. Irá comer, dormir, estudar e falará com todos, como sempre fez. Nada vai mudar. Mas, a partir de hoje, terá de se transformar num leão, para que ninguém possa derrubá-lo. Sua luta é contra o impossível ou a impotência: portanto, tenha claro que será sempre um perdedor. Virar homem, como você quer, não dá. Mas não se deixará morrer assim. Tem de ficar vivo, sadio, para poder usufruir os benefícios que a evolução da ciência lhe poderá proporcionar. Enquanto esse dia não chegar, poupe-se! Brinque com o seu defeito, com a sua inversão. Fale dele em voz alta. Desfaça o monstro! Quando o drama estiver insuportável, torne-se subitamente a plateia, para se ver atuando no palco. Verá a comedia que todo drama contém, como agora, e se fortalecerá. Não adianta mais ter ódio nem pena de si mesmo. Sobretudo, é preciso ter humor. Procure a essência do absurdo. Mas não se torne um alienado, antes, um inconformado. Se, num dado momento, a dor for insuportável, não racionalize a fim de obter a pseudotranquilidade. Consuma-se sem defesa até o fim. Esprema a dor e respire fundo."
27-12-2012 09:09
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes Werther's post:
A1
A1 Offline
Exterminador de Estrias
*******

Respostas: 227
Likes Given: 296
Likes Received: 23 in 20 posts
Registrado em: Sep 2012
Reputação: 0
Resposta: #6
RE: História do Werther
Werther,

Seja muito bem-vindo ao Fórum e pode acreditar que sei exatamente o que você está sentindo.

Durante anos também criei uma "farsa" não só para os outros, mas para mim mesmo. Embora a minha vida fosse totalmente anormal devido às estrias, o trauma de tê-las foi tão grande que eu explicava as anormalidades por outras causas, e enganaria até um detector de mentiras com minhas explicações.

Vou lhe dar um exemplo de algumas das coisas que inconscientemente fiz para me adaptar a essa vida:
  • Até 2005, eu só fazia sexo bêbado, e com pessoas ainda mais bêbadas do que eu (que obviamente não percebiam a minha situação)
  • Em 2005 saí com uma moça que, ao passar a mão nas minhas costas, perguntou o que eu tinha. Foi a última vez que saí.
  • Em 2010, já totalmente isolado, estava com barba e cabelo iguais aos do Bin Laden

Os exemplos são muitos, mas eu agia assim sem jamais reconhecer conscientemente que a causa eram as estrias. Repito, não mentia apenas para os outros, mas para mim mesmo, e enganaria até um detector de mentiras.

Duas coisas me colocaram frente à frente com a realidade. A primeira, sofri um acidente e comecei a chorar não pela dor, mas porque teria de tirar a camisa na frente do médico. A segunda, uma ex-namorada me achou no Facebook (eu nem mesmo me lembrava que tinha aquilo, nem mesmo foto eu havia colocado). Aproximamo-nos de novo e aí comecei a chorar sem parar, por saber que havia me tornado um monstro e não poderia ter um relacionamento normal com ela.


Vou escrever no tópico da Lis com mais detalhes sobre a minha visão dos aspectos psicológicos, mas saiba que -- literal e metaforicamente -- sinto na própria pele o seu drama.

Faço votos de que encontre aqui motivação para combater o problema sem tréguas.

Grande abraço
(Resposta editada pela última vez em: 22-01-2013 08:28 por A1.)
22-01-2013 08:27
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
Grazielle Offline
Novato
**

Respostas: 1
Likes Given: 1
Likes Received: 0 in 0 posts
Registrado em: Jan 2013
Reputação: 0
Resposta: #7
RE: História do Werther
Oiiii werther..sei o q evc esta passando..mas querido vamo em frente..sempre com um sorriso no rosto mesmo quando a baixo estima estiver la em baixo..meeu..kkkkk por q raios existe a droga da estria..? Eu tenho no bumbum e agora tenho nas coxas..logo eu q amava shortinho..mas é fogo mesmo temos q ser uma farsa mesmo perto dos amigos..tambem sou muito bonita..tenho curvas lindas..e isso q me revolta saber q todos ne acham linda mas não sabe q do nada aparesceu estrias no meu bumbum..mas triste mesmo é ter cancer..ou sofrer um acidente e ficar com o rosto totalmente queimado como eu vi uma moça..então estrias realmente são pessimas mas vamos xconseguirr.agora surgio uma tal de maquiagem definitiva para estrias..paresce ser maravilhoso werther..grande beijo
07-02-2013 02:33
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes