Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 1 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Quando nossa mente é o problema...
ELANE Offline
Novato
**

Respostas: 5
Likes Given: 0
Likes Received: 4 in 4 posts
Registrado em: Apr 2013
Reputação: 6
Resposta: #21
RE: Quando nossa mente é o problema...
(25-04-2013 02:24)Lis Escreveu:  
(25-04-2013 01:57)ELANE Escreveu:  pessoal, sei que cada caso é um caso, mas temos em primeiro lugar que curar a nossa mente, como bem diz o título do tópico.
tambem sempre fui magra, nunca variei muito o peso, sou baixinha, minha mãe e tias não tem estrias e eu tenho muitas no bumbum. era muito frustrada mesmo com isso e tinha vergonha do meu namorado. só transava a meia luz/escuro ou debaixo do lençol. biquini na praia nunca! sempre de bermuda, até se fosse só com a família. até se fosse sozinha. aliás, eu evitava qualquer situação como essa de mostrar o corpo... pois me achava muito magricela, além de ter as benditas estrias.
não sei exatamente o que, como, quando aconteceu. mas os últimos anos foram bons e eu me resolvi com muita coisa. eu alisava o cabelo crespo desde os 15. resolvi assumir os cachos/crespos naturais. hoje gosto do meu cabelo como é e ganho muitos elogios por ele. isso é só um exmplo ne? continuo magra, mas agora faço atividades e não sou magra pálida com cara de doente. hahaha
e as estrias? sim elas continuam aqui. incomodam? sim! mas nao vou deixar de viver ou deixar elas me consumirem! alias, quebrei um grande tabu na minha vida que foi (desculpem a franqueza) transar de luz acesa. e o cara não era meu namorado. e ele disse que sou linda. quer saber? aceito o elogio, muitisimo obrigada! eu não sou as estrias que tenho por uma infelicidade da biologia ou sei la o que. resolvi acreditar que sou mais que isso.
semana passaada foi a primeira vez que usei na praia biquini. ok que eu estava sozinha mas um passo de cada vez ne? me senti otima, pois tive orgulho de mim por encarar uma vergonha de frente e percebi que ninguem é perfeito.

isso nao significa que desisti ou me conformei. acabei de comprar um produto super caro pra continuar tentando eliminar ou amenizar o maximo possivel. mas nao tenho como dar pause na minha vida até esse dia chegar. quando nos espantamos a vida passou. isso eh só um desabafo, no sou exemplo de vida pra ninguem, mas lembrem disso. o tempo nao vai esperar... a gente tem que viver. se tem gente sofrendo muito, chorando, depressiva por causa disso (nao to dizendo que é bobagem o que vc ta passando, nao é!), o melhor é procurar ajuda psicológica também. a nossa mente é muito poderosa e a gente nao deve brincar com isso.
vamos curar nossas mentes!!!

Concordo com tudo e agradeço a contribuição (:
Mas o problema é quando você tem MUITAS estrias em VÁRIAS partes do corpo sem nenhum motivo aparente.
Eu por exemplo, tenho as pernas lotadas disso. E minhas pernas são super curtinhas (porque sou baixinha) e finas. Nunca uso nada que mostre as pernas. Pra eu trocar de roupa é uma tortura. Não uso shorts nem em casa e sinto nojo de mim mesma. Imagina uma mulher sem usar vestidinhos, sainhas e afins? Sad E o pior, sendo super nova e vendo todo mundo normal usando.
Como faz quando se tem estrias em exagero? estrias que ficam visíveis a qualquer um e não só no bumbum onde poucos veem. Se você que tem no bumbum se sentia insegura, imagina eu. Me sinto um lixo. Injustiçada. Sério.
Só quem tem MUITAS estrias e vive uma vida limitada devido a essas porcarias, assim como eu tenho vivido, sabe como é.

oi lis, tudo bom?
só posso TENTAR imaginar como deve ser cruel mesmo pra quem tem muito mais estrias e aparentes que eu. nesse sentido tenho consciencia que apesar de tudo sou felizarda no local escondido que elas apareceram. por isso disse: cada caso é um caso e nao sou exemplo pra ninguem. nao quis desmerecer o sofrimento de qualquer um(a) de nós. desculpe se dei a entender isso. o que quis dizer é que insisto é que independente da quantidade, independente de poder fazer tratamento ou não, de ter cura ou não, acho sim que casos extremos (quer dizer quando há muito sofrimento e desgaste emocional) devem considerar procurar tambem apoio psicologico profissional, pois qualquer pessoa merece ser feliz.

vou dar um exemplo extremo: uma pessoa que por algum motivo perde a perna e entra em depressão por causa da sua nova condição. voce nao acha que seria interessante procurar a ajuda profissional de um psicologo? certamente o psicologo nao vai trazer a perna de volta, mas vai auxiliar na busca pela saude ou equilibrio mental e emocional, no reforço da autoestima, essas coisas. cada situação é uma situação, beleza, mas a gente tem possibilidades de trabalhar a nossa mente para enfrentar ou viver a situação de maneiras diferentes (um deficiente depressivo x um deficiente esportista por exemplo). pelo amor de são jorge, to dando um exemplo ta?! nao to dizendo que estrias sao uma deficiencia Smile

eu nao sou psicologa, nao to vendendo o meu peixe nao. digo isso apenas pq teve um tempo que eu tive depressao por XY fatores e em resumo eu me sentia como voce descreveu: um lixo, sem querer sair de casa, feia, desmerecedora de carinho e elogios... quem aqui sofre ou já sofreu desses "sintomas"? pois é! esses sintomas a gente pode e deve tratar sim. existem profissionais especificos pra isso. a grande questao é que quando estamos na situação de depressão, a gente dificilmente enxerga a solução do nosso sofrimento como uma possibilidade além daquela que predefinimos.

nao sei se é o seu caso, nem to dizendo que é, mas me aperta o coração de verdade pensar o quanto tantas pessoas sofrem em silencio ou escondidas (seja por causa do corpo, ou por causa de qualquer outra coisa), as vezes pensam e até tiram a propria vida, quando poderiam ter tentado buscar apoio profissional. e nao buscaram porque sei la... acharam que nao seriam entendidos ou que nao existir solução para seu sofrimento. tem gente que ve noticia de suicidio ou depressao e pensa "poxa, mas o problema dele era tão besta, blablabla", mas como voce disse, só quem sofre pra dizer o quanto doi. e qualquer tipo de sofrimento, seja pelo motivo que for, merece cuidado uma vez que todos merecemos nos amar.
28-04-2013 12:15
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
marcioBL Offline
Novato
**

Respostas: 2
Likes Given: 0
Likes Received: 0 in 0 posts
Registrado em: Dec 2013
Reputação: 0
Resposta: #22
RE: Quando nossa mente é o problema...
Olá pessoal!

Resolvi me cadastrar no forum, depois de ler os depoimentos de vocês e gostaria de compartilhar minha experiência. Sei que é difícil lidar com o problema, mas como também já sofri com estrias, talvez uma palavra a mais possa confortá-los um pouco. Hoje tenho 35 anos e comecei a sofrer com o problema aos 18 anos, após um tratamento com corticoides. Foi tudo muito rápido, não sabia nada sobre estrias. Quando as primeiras manchas vermelhas apareceram, fiquei morrendo de medo de ser um problema circulatório. Quando o médico disse que eram estrias, fiquei super aliviado, sem imaginar o problemão que estava começando. rsrsrs

Em cerca de 3 meses, as estrias se espalharam por várias partes do corpo. Tenho debaixo do braço próximo às axilas, na lateral do abdome (largas e compridas), nádegas e muitas nas coxas. Foi terrível passar por isso aos 18 anos, principalmente pela parte sexual. Me sentia como se estivessem me castrando. Comecei a me privar de várias coisas e como vcs mesmos disseram, a parte psicológica é terrível e toda sua vida começa a ser afetada. Um momento que me marcou muito foi durante uma relação sexual (no escuro, claro). A moça passou a mão na minha busanfa e falou bem baixinho..."nossa sua bunda tá toda enrugada". Na hora, perguntei..."Oq?"...mas consegui entender oq ela disse. Fiquei arrasado.

Pra não ficar cansativo, não irei me estender muito. Todos vocês sabem como nossa vida começa a ser anulada e somos privados de coisas simples do cotidiano. Uma época, meu maior sonho era poder usar uma sunga na praia, algo trivial para a maioria das pessoas. Comecei a nem tirar a camisa, quanto mais mostrar minhas coxas "nojentas" em público.

Cheguei a fazer tratamento psicológico, mas não me ajudou. Comecei a namorar aos 23 anos e felizmente minha namorada era totalmente desencanada com minhas estrias. Mesmo assim eu ficava encabulado dela passar a mão. Continuei com o problema de não me expor para outras pessoas, mas pelo menos consegui ter um pedaço de uma vida normal. Hoje não estamos mais juntos.

Há mais ou menos 5 anos, entrei numa fase dificílima da minha vida. Cheguei no fundo do poço e desisti de viver. Não queria me matar, mas achei que era o fim e nunca mais levantaria. Questões financeiras, de saúde, mortes na família e por aí vai...O stress foi tão grande que acabei ficando doente. Não conseguia mais sair de casa, pois sempre passava muito mal. Tinha medo de por o pé na rua. Graças a Deus melhorei muito de uns meses pra cá e os problemas começaram a serem solucionados. Finalmente um pouco de paz. Foram anos muito difíceis. Tive que procurar tratamento psicológico novamente e ainda estou com a medicação. Fui no mesmo profissional que tinha me atendido anos trás. Na primeira consulta, ele me perguntou sobre as estrias e minha resposta foi: - Ai doutor, é tanta coisa ruim, que se tem algo que é o menor problema no momento, são as estrias.

Acredito que a maioria que passa pelo forum, deve ser de jovens. Por isso fica meu conselho...por favor, não percam os melhores anos da sua vida por vergonha das estrias. A vida é muito mais do que isso. Existem tantas pessoas por aí, com problemas de saúde gravíssimos e dariam de tudo pra trocar pelo o que a gente passa. Não somos inferiores a ninguém. Não temos problemas graves de saúde que nos impeçam de aproveitar as coisas simples da vida, como ir a praia, jogar bola sem camisa ou com as pernas de fora, etc, etc, etc.

Depois de tudo que passei recentemente, vi como eu era bobo. Perdi e deixei de aproveitar tanta coisa...por vergonha. E nada vai me devolver os anos que perdi. Mas agora vou pra praia e "toco o foda-se". Não devo nada pra ninguém. Agora quero aproveitar tudo que tenho direito e dane-se se alguém acha feio ou nojento. Existem pessoas legais que não estão nem aí. Minha ex-namorada foi a prova disso.

Podem ter certeza que dói muito mais olhar pra trás e ver o que perdi, do que ter enfrentado a vergonha na época. É isso ai pessoal, continuem se tratando, mas não deixem que as estrias os escravizem. Existe um mundão e pessoas incríveis aí fora pra gente curtir. Espero ter ajudado um pouco. Abraços e um ótimo 2014 a todos!
(Resposta editada pela última vez em: 30-12-2013 01:44 por marcioBL.)
30-12-2013 01:41
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
regi Offline
Novato
**

Respostas: 19
Likes Given: 0
Likes Received: 10 in 8 posts
Registrado em: Dec 2012
Reputação: 10
Resposta: #23
RE: Quando nossa mente é o problema...
(30-12-2013 01:41)marcioBL Escreveu:  Olá pessoal!

Resolvi me cadastrar no forum, depois de ler os depoimentos de vocês e gostaria de compartilhar minha experiência. Sei que é difícil lidar com o problema, mas como também já sofri com estrias, talvez uma palavra a mais possa confortá-los um pouco. Hoje tenho 35 anos e comecei a sofrer com o problema aos 18 anos, após um tratamento com corticoides. Foi tudo muito rápido, não sabia nada sobre estrias. Quando as primeiras manchas vermelhas apareceram, fiquei morrendo de medo de ser um problema circulatório. Quando o médico disse que eram estrias, fiquei super aliviado, sem imaginar o problemão que estava começando. rsrsrs

Em cerca de 3 meses, as estrias se espalharam por várias partes do corpo. Tenho debaixo do braço próximo às axilas, na lateral do abdome (largas e compridas), nádegas e muitas nas coxas. Foi terrível passar por isso aos 18 anos, principalmente pela parte sexual. Me sentia como se estivessem me castrando. Comecei a me privar de várias coisas e como vcs mesmos disseram, a parte psicológica é terrível e toda sua vida começa a ser afetada. Um momento que me marcou muito foi durante uma relação sexual (no escuro, claro). A moça passou a mão na minha busanfa e falou bem baixinho..."nossa sua bunda tá toda enrugada". Na hora, perguntei..."Oq?"...mas consegui entender oq ela disse. Fiquei arrasado.

Pra não ficar cansativo, não irei me estender muito. Todos vocês sabem como nossa vida começa a ser anulada e somos privados de coisas simples do cotidiano. Uma época, meu maior sonho era poder usar uma sunga na praia, algo trivial para a maioria das pessoas. Comecei a nem tirar a camisa, quanto mais mostrar minhas coxas "nojentas" em público.

Cheguei a fazer tratamento psicológico, mas não me ajudou. Comecei a namorar aos 23 anos e felizmente minha namorada era totalmente desencanada com minhas estrias. Mesmo assim eu ficava encabulado dela passar a mão. Continuei com o problema de não me expor para outras pessoas, mas pelo menos consegui ter um pedaço de uma vida normal. Hoje não estamos mais juntos.

Há mais ou menos 5 anos, entrei numa fase dificílima da minha vida. Cheguei no fundo do poço e desisti de viver. Não queria me matar, mas achei que era o fim e nunca mais levantaria. Questões financeiras, de saúde, mortes na família e por aí vai...O stress foi tão grande que acabei ficando doente. Não conseguia mais sair de casa, pois sempre passava muito mal. Tinha medo de por o pé na rua. Graças a Deus melhorei muito de uns meses pra cá e os problemas começaram a serem solucionados. Finalmente um pouco de paz. Foram anos muito difíceis. Tive que procurar tratamento psicológico novamente e ainda estou com a medicação. Fui no mesmo profissional que tinha me atendido anos trás. Na primeira consulta, ele me perguntou sobre as estrias e minha resposta foi: - Ai doutor, é tanta coisa ruim, que se tem algo que é o menor problema no momento, são as estrias.

Acredito que a maioria que passa pelo forum, deve ser de jovens. Por isso fica meu conselho...por favor, não percam os melhores anos da sua vida por vergonha das estrias. A vida é muito mais do que isso. Existem tantas pessoas por aí, com problemas de saúde gravíssimos e dariam de tudo pra trocar pelo o que a gente passa. Não somos inferiores a ninguém. Não temos problemas graves de saúde que nos impeçam de aproveitar as coisas simples da vida, como ir a praia, jogar bola sem camisa ou com as pernas de fora, etc, etc, etc.

Depois de tudo que passei recentemente, vi como eu era bobo. Perdi e deixei de aproveitar tanta coisa...por vergonha. E nada vai me devolver os anos que perdi. Mas agora vou pra praia e "toco o foda-se". Não devo nada pra ninguém. Agora quero aproveitar tudo que tenho direito e dane-se se alguém acha feio ou nojento. Existem pessoas legais que não estão nem aí. Minha ex-namorada foi a prova disso.

Podem ter certeza que dói muito mais olhar pra trás e ver o que perdi, do que ter enfrentado a vergonha na época. É isso ai pessoal, continuem se tratando, mas não deixem que as estrias os escravizem. Existe um mundão e pessoas incríveis aí fora pra gente curtir. Espero ter ajudado um pouco. Abraços e um ótimo 2014 a todos!



Ola, me identifiquei muito com sua historia, tenho 25 anos, e ate poucos dias nunca tinha usado um short e nen vestido por causa das estrias, a não ser no inverno quando coloco meia calça por baixo.
Ninguem nunca me compreendeu pq sempre tive um corpão, alias tenho ate hj .... digamos que se apagasse minhas estrias, teria o corpo dos sonhos ..
Porem por causa dessas benditas sempre me privei de usar roupas curtas, biquines nen pensar.
E como vc sempre tive medo de quando arrumar namorado ele não aceitar ....
Hoje namoro a mais de 4 anos e digo meu namorado nen liga, me lembro como ontem o primeiro dia que ele foi me ver no claro sem roupa. Chorei horrores, ele sentou do meu lado e calmamente conversou comigo, disse que tava comigo pelo que sou e não pelo corpo, me abraçou muito forte e disse que sou gostosa com ou sem estrias .... foi um alivio e uma superação muito grande.
Porem continuei enfrentando verões e mais verões de calça, isso ate mes passado .. quando ele comprou shorts e vestidos para mim e disse hj a gente só sai se vc colocar essa roupa que comprei para vc.... confesso chorei muito e resisti de colocar a todo custo, e vi que ele segurava para não chorar tb .... depois de tempão coloquei e no primeiro passei não quis nen descer do carro, ele respeitou com a condição de que a cada dia eu me superasse .... e foi assim na outra vez que saimos juntos coloquei novamente meu short e comecei a sair do carro, a cada saida andava um pouco a mais .... e em pouco tempo comecei a andar de shorts normalmente .... Hj digo se voltei a sorrir, e a viver de bem comigo mesma e com meu corpo foi graças ao meu namorado que sempre esteve do meu lado, e por mais que doía nele, ele tentava me convencer ....

To fazendo tratamento dermografo, dermaroller e cremes, hj vejo que ja melhorou e muito, uns 40% .... acho que a tranquilidade ajuda e muito no tratamento ..
30-12-2013 07:24
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
[-] The following 1 user Likes regi's post:
Eve
marcioBL Offline
Novato
**

Respostas: 2
Likes Given: 0
Likes Received: 0 in 0 posts
Registrado em: Dec 2013
Reputação: 0
Resposta: #24
RE: Quando nossa mente é o problema...
Olá, regi! Legal seu depoimento. Seu namorado parece ser um cara muito bacana. Continue assim, respeite e vença a dificuldade aos poucos até se acostumar e encarar a exposição com naturalidade. Ficar trancado em casa ou se escondendo debaixo de roupa não fará as estrias desaparecerem. Algumas pessoas olham, mas isso não fará a menor diferença nas nossas vidas.

Eu como homem posso garantir, se a mulher for bem tratada, cheirosa e com uma personalidade legal, as estrias não farão a menor diferença. Estria não acaba com a sensualidade feminina.
30-12-2013 08:13
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
Nilva Offline
Novato
**

Respostas: 1
Likes Given: 0
Likes Received: 0 in 0 posts
Registrado em: Nov 2017
Reputação: 0
Resposta: #25
RE: Quando nossa mente é o problema...
(10-12-2012 01:56)Luiza Escreveu:  [quote='Lis' pid='75' dateline='1351972089']
Bom gente, não tenho mais vida graças as porcarias das estrias. Simples assim.
Tenho medo de me olhar no espelho, faço as rolagens com panos tampando os espelhos, tomo banho com as luzes apagadas, não consigo nem provar uma roupa nova em alguma loja pelo simples fato de me ver naquele espelho. Fico de 5 em 5 min olhando para meu corpo, como se por um milagre minha pele estivesse limpa de novo mas aí, toda vez que me vejo começo a chorar.
Não aguento mais chorar. Tenho muita fé em Deus e até campanhas já fiz pra me livrar dessas porcarias.
Meu sonho sempre foi ser modelo comercial. Já recebi uns 5 convites para isso, mas nunca compareço a nenhuma Agência por medo de ter que exibir meu corpo com essas malditas.
As estrias não são somente uma imperfeição na minha pele...elas tem roubado meus sonhos, tirado meu sono, me matado aos poucos.
Quase terminei com meu namorado ontem porque nem namorar estou conseguindo mais. A situação está muito complicada pra mim.
Morro de medo do meu namorado me achar feia, me largar por causa dessas listras...Ele nem imagina que sou forrada de estrias desde o bumbum até a canela ;/ Tenho até dó dele por ele estar com alguém como eu.
Fico triste quando saímos juntos ao shopping por exemplo, e tooooooodas as mulheres e garotas estão de shortinho, sainha, vestidinho exibindo aquelas pernas perfeitas (ou nem tanto assim, mas SEM estrias!) e eu de calças o tempo inteiro.
Meu, não aguento mais. To ficando louca gente. Isso tá me perturbando demais. Nem na facul consigo me concentrar.
Minha mãe não me aguenta mais. Ela quer me passar num psicólogo porque diz que isso não é normal e eu estou ficando doente.
Mas na verdade, acho que estou doente mesmo porque perdi minha vida há muito tempo. Tenho nojo de mim, me sinto inferior.
Eu só quero ser feliz. Poder olhar pra mim e não sentir nojo ou cair no desespero. Não quero perfeição. Só quero minha pele sadia novamente. Sem essas marcas horríveis que me atormentam a cada dia. Se pelo menos as das pernas (joelho, atrás do joelho e panturrilhas) fossem eliminadas de vez, já seria a mulher mais feliz do mundo.
Gente, alguém aí passou/passa por isso? como fizeram pra sair dessa? pra ficar bem novamente? Porque eu quero ficar bem, não aguento mais chorar todo santo dia e me odiar a cada segundo.
Preciso de ajuda.


Nossa, me identidiquei muito com sua história. Triste isso. Tb tenho estrias na batata da perna, é horrível sair com as amigas, todo mundo de shortinho e vc de calça. Acho que ainda mais quando se tem um corpo bonito, quando se é bonita que parece ser o teu caso. Ultimamente resolvi chutar o balde, estou de namorado novo, ele é lindo, só viu minhas estrias um tempo depois q já estava apaixonado, agora ele nem liga, mas acho que se tivesse reparado antes, não teria me dado bola. Tive outro namoro de 6 anos onde ele nem se importava, é claro que a gente sabe que o bumbum todo riscado não é bonito, a panturrilha então, isso me mata!! Mas nunca impediu os homens de se aproximarem. Eu me sinto horrível, as pessoas olham, devem pensar coisas, evito ir na frente qd estou de shortinho (as vzs me arrisco colocar as pernas de fora de dia). Tenho uma dica, à noite, vc pode usar saia e short à vontade, eu uso uma base da Renew Avon, consegui bem proximo do tom da minha pele, nem dá pra perceber que tenho estrias na panturrilha, uso e abuso e carrego na bolsa pra retocar, experimente, vale a pena. Pelo menos a noite vc pode usar roupas curtas! De dia, me arrisco às vzes e me sinto um monstro. Quero viajar no carnaval para a Bahia e tô imaginando como vai ser desfilar de shortinho e todo mundo me olhando, meu namorado todo lindo andando comigo... Sad Parece castigo!
[/

(10-12-2012 01:56)Luiza Escreveu:  [quote='Lis' pid='75' dateline='1351972089']
Bom gente, não tenho mais vida graças as porcarias das estrias. Simples assim.
Tenho medo de me olhar no espelho, faço as rolagens com panos tampando os espelhos, tomo banho com as luzes apagadas, não consigo nem provar uma roupa nova em alguma loja pelo simples fato de me ver naquele espelho. Fico de 5 em 5 min olhando para meu corpo, como se por um milagre minha pele estivesse limpa de novo mas aí, toda vez que me vejo começo a chorar.
Não aguento mais chorar. Tenho muita fé em Deus e até campanhas já fiz pra me livrar dessas porcarias.
Meu sonho sempre foi ser modelo comercial. Já recebi uns 5 convites para isso, mas nunca compareço a nenhuma Agência por medo de ter que exibir meu corpo com essas malditas.
As estrias não são somente uma imperfeição na minha pele...elas tem roubado meus sonhos, tirado meu sono, me matado aos poucos.
Quase terminei com meu namorado ontem porque nem namorar estou conseguindo mais. A situação está muito complicada pra mim.
Morro de medo do meu namorado me achar feia, me largar por causa dessas listras...Ele nem imagina que sou forrada de estrias desde o bumbum até a canela ;/ Tenho até dó dele por ele estar com alguém como eu.
Fico triste quando saímos juntos ao shopping por exemplo, e tooooooodas as mulheres e garotas estão de shortinho, sainha, vestidinho exibindo aquelas pernas perfeitas (ou nem tanto assim, mas SEM estrias!) e eu de calças o tempo inteiro.
Meu, não aguento mais. To ficando louca gente. Isso tá me perturbando demais. Nem na facul consigo me concentrar.
Minha mãe não me aguenta mais. Ela quer me passar num psicólogo porque diz que isso não é normal e eu estou ficando doente.
Mas na verdade, acho que estou doente mesmo porque perdi minha vida há muito tempo. Tenho nojo de mim, me sinto inferior.
Eu só quero ser feliz. Poder olhar pra mim e não sentir nojo ou cair no desespero. Não quero perfeição. Só quero minha pele sadia novamente. Sem essas marcas horríveis que me atormentam a cada dia. Se pelo menos as das pernas (joelho, atrás do joelho e panturrilhas) fossem eliminadas de vez, já seria a mulher mais feliz do mundo.
Gente, alguém aí passou/passa por isso? como fizeram pra sair dessa? pra ficar bem novamente? Porque eu quero ficar bem, não aguento mais chorar todo santo dia e me odiar a cada segundo.
Preciso de ajuda.


Nossa, me identidiquei muito com sua história. Triste isso. Tb tenho estrias na batata da perna, é horrível sair com as amigas, todo mundo de shortinho e vc de calça. Acho que ainda mais quando se tem um corpo bonito, quando se é bonita que parece ser o teu caso. Ultimamente resolvi chutar o balde, estou de namorado novo, ele é lindo, só viu minhas estrias um tempo depois q já estava apaixonado, agora ele nem liga, mas acho que se tivesse reparado antes, não teria me dado bola. Tive outro namoro de 6 anos onde ele nem se importava, é claro que a gente sabe que o bumbum todo riscado não é bonito, a panturrilha então, isso me mata!! Mas nunca impediu os homens de se aproximarem. Eu me sinto horrível, as pessoas olham, devem pensar coisas, evito ir na frente qd estou de shortinho (as vzs me arrisco colocar as pernas de fora de dia). Tenho uma dica, à noite, vc pode usar saia e short à vontade, eu uso uma base da Renew Avon, consegui bem proximo do tom da minha pele, nem dá pra perceber que tenho estrias na panturrilha, uso e abuso e carrego na bolsa pra retocar, experimente, vale a pena. Pelo menos a noite vc pode usar roupas curtas! De dia, me arrisco às vzes e me sinto um monstro. Quero viajar no carnaval para a Bahia e tô imaginando como vai ser desfilar de shortinho e todo mundo me olhando, meu namorado todo lindo andando comigo... Sad Parece castigo!
[/
(Resposta editada pela última vez em: 08-11-2017 07:42 por Nilva.)
08-11-2017 07:41
Encontrar todas as respostas deste usuário Like Post Citar esta mensagem em uma resposta
Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes